Páginas

sábado, 10 de dezembro de 2011

José.

“Teve alguém na história de Belém,
Que a história quase não falou
Mas fez também a noite de Natal
Foi companheiro amigo e pai leal...”


Olha o que foi meu bom José
Se apaixonar pela donzela
Dentre todas a mais bela
De toda sua Galiléia

Casar com Deborah ou com Sarah
Meu bom José você podia
E nada disso acontecia
Mas você foi amar Maria

Você podia simplesmente
Ser carpinteiro e trabalhar
Sem nunca ter que se exilar
De se esconder com Maria
Meu bom José você podia

Ter muitos filhos com Maria
E teu ofício ensinar
Como teu pai sempre fazia

Porque será, meu bom José
Que esse teu pobre filho um dia
Andou com estranhas idéias
Que fizeram chorar Maria

Me lembro às vezes de você
meu bom José, meu pobre amigo
Que desta vida só queria
Ser feliz com sua Maria

G. Moustaki . Versão Nara Leão

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Que coisa mais liiiiiiiiiinda é essa?
    Não conhecia.
    Vc é ÍMPAR :)

    PS: Casei no dia de São José

    ResponderExcluir
  3. Continuando a musiquinha de cima que eu tanto amo:

    "Oh! Carpinteiro de Nazaré,
    Inspira o homem a ser fiel
    Ter sua oficina de amor e fé
    Fazer do lar o próprio céu."

    Carol :)

    ResponderExcluir
  4. Oi Alessandra!
    O José é sempre um pouco esquecido, não é?
    Adoro esta música, ela me inspirou os dois nomes das minhas filhas Débora e Sara.rsss
    Beijinhos e um lindo fds!

    ResponderExcluir
  5. Linda música.

    José foi mesmo um homem admirável...

    Nossa maior vontade é que nossos esposos sejam como ele.

    bjo

    boa semana.

    ResponderExcluir